Foto: Reprodução

CLDF: Donizet e Hermeto saem em defesa de Bolsonaro

Foto: CLDF

Por Fred Lima

Os deputados distritais Arlete Sampaio (PT) e Fábio Felix (PSOL) tentaram vincular a proposta de armamento do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), ao atentado ocorrido nesta quarta-feira (13), na cidade de Suzano (SP), onde estudantes e funcionários foram assassinados por dois ex-alunos do estabelecimento.

Seguindo uma linha de raciocínio inversa, os parlamentares Daniel Donizet (PSL) e Hermeto (MDB) não enxergaram que o crime tenha alguma associação à política armamentista. “Porque o presidente faz arma com o dedo não tem nada a ver. Essa tragédia poderia acontecer em qualquer governo”, afirmou Hermeto.

Já o deputado do PSL disse que se a escola fosse militar, os envolvidos não teriam entrado armados na instituição. “O ocorrido não tem nada a ver com governo ou com porte de armas”, concluiu Donizet.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.