Erika Kokay e Israel Batista votariam a favor da Previdência se o governo fosse de esquerda?

Por Fred Lima

Na prática, as duas propostas da Reforma da Previdência apresentadas por Dilma Rousseff e Jair Bolsonaro se parecem bastante, como mostrou uma matéria publicada pela Folha de São Paulo em fevereiro deste ano. Ou seja, o texto do atual presidente resgata medidas sugeridas pela ex-presidente.

Apesar de ter votado a favor do fator flexibilizado no recebimento da aposentadoria integral, indo contra o documento apresentado pela Medida Provisória 676/2015, a deputada federal Erika Kokay (PT-DF) defendia com unhas e dentes as ações da era Dilma.

Em 2015, Israel Batista assumia o seu segundo mandato de deputado distrital. Professor, o parlamentar sempre saiu em defesa da categoria. Na época do impeachment de Dilma, o deputado afirmou ao JBr: “Não porque haja provas definitivas contra a presidente, mas porque as condições de governabilidade se exauriram”. 

Agora, a pergunta que não quer calar: se o governo fosse do PT ou de outro partido de esquerda, Erika e Israel votariam a favor da mesma Reforma da Previdência aprovada ontem (10) em primeiro turno pela Câmara dos Deputados ou ambos não levariam em conta a ideologia política?

Vai saber?

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.