Foto: Agência Senado

NAS ENTRELINHAS: Reguffe optou por uma legenda nova, mas que tem a cara enrugada

Por Fred Lima

O Podemos é o antigo Partido Trabalhista Nacional (PTN), da mesma forma que o Democratas é o sucessor do Partido da Frente Liberal (PFL). Na prática, quase nada muda. A mudança de nome é uma jogada de marketing contra a aversão do brasileiro aos políticos, ou seja, é o velho querendo se passar por novo.

Tirando a presidente da sigla, Renata Abreu, o Podemos tem uma lista imensa de políticos remanescentes de outras agremiações. O senador Álvaro Dias (Podemos-PR), por exemplo, foi do PMDB, PST, PP e PSDB. Em 2018, disputou o Planalto pelo partido, ficando em oitavo lugar no pleito.

Desde 2016, o senador Reguffe (Podemos-DF) estava sem legenda. A demora em escolher um rumo levou a crer que o parlamentar optaria por algo diferente, o que não aconteceu. A escolha pelo Podemos é mais do mesmo.

Talvez o partido Novo fosse uma opção melhor para o senador brasiliense, visto as propostas semelhantes que ambos defendem.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.