Área Especial 3, Riacho Fundo 1, Brasília, DF, Brasil 19/3/2017 Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília. Como parte das comemorações do aniversário do Riacho Fundo I, foram inauguradas na manhã deste domingo (19) a reforma e a ampliação do conselho tutelar da região administrativa. A melhoria das instalações, que ficam na Área Especial 3 (próximo à administração regional), era uma reivindicação dos cinco conselheiros tutelares da cidade. Reforma e ampliação da unidade, inauguradas neste domingo (19), trazem mais privacidade aos atendimentos, com salas individuais para cada um dos cinco conselheiros.

População do DF vai às urnas no domingo (6) escolher conselheiros tutelares

Serão eleitos 200 conselheiros, distribuídos entre os 40 conselhos espalhados pelo DF, além de 400 suplentes


Está chegando o dia da população escolher os próximos conselheiros tutelares do Distrito Federal, que atuarão na defesa e promoção dos direitos das crianças e adolescentes nos anos de 2020 a 2023.

A votação será neste domingo, dia 6 de outubro, das 9h às 17h. Serão eleitos 200 conselheiros, distribuídos entre os 40 conselhos espalhados pelo DF, além de 400 suplentes.

Apesar do voto ser facultativo, a ampla participação da sociedade nesse processo é fundamental para garantir a escolha de conselheiros comprometidos com a causa da infância e adolescência. 

Segundo o secretário de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha, os eleitores precisam compreender que a eleição dos conselheiros tutelares é uma forma da sociedade contribuir para a proteção das crianças e adolescentes, principalmente daqueles que estão em situação vulnerável, como violência e maus tratos.

“A nossa expectativa é que o maior número possível de eleitores compareça às urnas neste domingo. Contamos com o voto de cada cidadão para que sejam escolhidos conselheiros tutelares que realmente assumam a missão de garantir que cada criança e adolescente do DF tenha seus direitos efetivados e respeitados”, reforçou o secretário.

Serão instalados 148 locais de votação em todas as regiões administrativas do DF. Como se trata de um processo menor que as eleições gerais, as zonas eleitorais foram agrupadas. Os eleitores podem consultar de forma simples e rápida onde votarão neste link: http://conselhotutelar.sejus.df.gov.br/lista-completa/

O cidadão só pode votar em candidatos da região administrativa onde está registrado seu título. São mais de 800 candidatos na disputa. A lista com todos os que estão concorrendo às vagas de conselheiro está disponível em http://conselhotutelar.sejus.df.gov.br/em-quem-votar/. No dia da votação, é bom levar uma “colinha” com nome e número da pessoa em quem vai votar.

Estão aptos a votar os cidadãos brasileiros em pleno gozo dos seus direitos políticos, com domicílio eleitoral no Distrito Federal. Para participar do processo, o eleitor precisa do Título de Eleitor, documento original com foto ou o aplicativo ‘e- título’. Na ausência do título, somente será permitido o voto se o cidadão apresentar documento oficial com foto e conhecer previamente a zona e a seção eleitoral correspondente. As informações são da Agência Brasília.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.