Por que Bolsonaro ia querer a morte de Marielle Franco?

Por Fred Lima

A facada de Adélio Bispo tinha como objetivo claro tirar a vida do primeiro colocado nas pesquisas de intenção de voto ao Planalto. Adélio não tentou matar um vereador ou deputado estadual, mas o candidato que despontava como favorito daquele pleito.

Quando assassinada, a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) não era uma política de expressão nacional e estava apenas em seu primeiro mandato na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Ou seja, sua atuação política era bastante regionalizada e limitada, sem amplitude necessária para alçar voos maiores. Marielle não tinha o peso de seu correligionário Marcelo Freixo, por exemplo, que exercia à época o cargo de deputado estadual pela terceira vez na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

Sendo assim, pergunto: por que Jair Bolsonaro, um político conhecido nacionalmente, ia sujar suas mãos de sangue e manchar a sua trajetória ao participar, direta ou indiretamente, de um assassinato brutal contra uma vereadora de esquerda?  Repito: vereadora.

Não faz o menor sentido.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.