Pábio prestigiado

Nos últimos dois dias, prefeito de Valparaíso recebeu as visitas do governador de Goiás, do ministro da Educação e do presidente nacional do MDB

Por Fred Lima

A pré-campanha para prefeito de Valparaíso começou a todo vapor nos bastidores da cidade. De um lado, o pré-candidato da situação, Pábio Mossoró, que se filiou ao Movimento Democrático Brasileiro nessa quinta-feira (6). Do outro, um grupo de pré-candidatos, coordenados pela ex-prefeita e atual deputada estadual, Lêda Borges (PSDB-GO), tenta correr contra o tempo para alavancar um nome forte, capaz de polarizar a eleição com o atual prefeito.

Na quarta-feira (5), o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM-GO), bem como o ministro da Educação, Abraham Weintraub, estiveram no município para inaugurar o CMEI Zacarias Martin Bajo Castrillo. A instituição de ensino infantil atenderá 230 crianças nas modalidades da Educação Infantil (Infantil II ao Infantil V), nos turnos matutino e vespertino, uma marca da atual gestão.

Ontem (6), o prefeito de Valparaíso foi prestigiado por um time de peso do MDB nacional. O presidente da legenda, Baleia Rossi (SP); o presidente estatual, Daniel Vilela (GO); e o presidente de honra da sigla no DF, Tadeu Filippelli, estiveram presentes na filiação de Pábio. Além dos emedebistas, o deputado federal Célio Silveira (PSDB-GO) também compareceu ao evento.

Por motivo de agenda, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), não pôde comparecer à filiação, mas encaminhou uma mensagem afirmando de que estará no próximo evento da prefeitura para transmitir o seu apoio ao prefeito de Valparaíso.

Nenhum dos últimos prefeitos conseguiu concluir o mandato com o prestígio do atual gestor municipal. Em 2012, uma alavanche de denúncias de corrupção assolavam a gestão Lêda Borges, mesmo recebendo avaliação razoável por parte da população. Três anos depois, Lucimar Nascimento (PT) desistiu de disputar a reeleição por causa de sua impopularidade.

Com Pábio, a história é diferente. O legado do PT foi devastador, com uma dívida de quase R$ 50 milhões, o que atrapalhou todo o projeto do prefeito, especialmente para o setor de infraestrutura. Entretanto, as áreas de saúde, educação e segurança pública melhoraram significativamente.

Com uma oposição desorganizada e sem rumo, a situação está diante do melhor cenário já encontrado para disputar a reeleição, independentemente de erros e acertos do atual mandatário.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.