Foto: Reprodução

Bolsonaro demite ministro do turismo; Gilson Machado assume a pasta

Por Carol Castro

Em reunião realizada na tarde desta quarta-feira (9), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, foi exonerado do cargo pelo presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido). De acordo com informações da assessoria do Palácio do Planalto, a demissão de Antônio teria sido atribuída ao ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, que vinha divergindo internamente com o ex-ministro do turismo brasileiro com relação ao ministério ter sido citado como “moeda de troca por apoio no Congresso.”

Álvaro Antônio, filiado ao PSL, teria acusado Ramos, em um grupo de WhatsApp com outros ministros, de “estar negociando seu cargo com aliados de partidos do Centrão no Congresso.” O ex-ministro, investigado pelo Ministério Público sob suspeita de desviar recursos de campanha por meio de candidaturas de mulheres nas eleições de 2018, deve reassumir seu mandato de deputado federal por Minas Gerais em 2021.

No lugar de Álvaro, o chefe do Planalto nomeou Gilson Machado. A nomeação foi publicada na madrugada desta quinta-feira (10) no “Diário Oficial da União (DOU)”.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.