Foto: Reprodução

Bolsonaro diz que está sendo ‘ameaçado de cadeia quando deixar o governo’

Por Sabrina Santos

Nesta quinta-feira (4), o presidente Jair Bolsonaro (PL) reclamou por ser ameaçado de prisão quando deixar a presidência. A declaração foi feita em discurso durante uma agenda com pastores evangélicos, em São Paulo. Bolsonaro destacou que a acusação que recairia sobre ele seria a mesma que recaiu sobre a ex-presidente da Bolívia Jeanine Añez: atos antidemocráticos.

Além disso, o chefe do Executivo ressaltou que está buscando “impor”, via Forças Armadas, eleições transparentes no país. Bolsonaro ainda se queixou da Bolsonaro da recusa, dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luís Roberto Barroso, Edson Fachin e Alexandre de Moraes.

Por vezes me pergunto: ‘Quem sou eu para chegar onde cheguei?’. Isso não é da boca para fora. O pessoal sabe, quando anda comigo, quantas vezes eu falo: ‘É muito mais fácil estar do outro lado, mas muito mais fácil, e não estar sendo ameaçado de cadeia quando deixar o governo. (…) Três do TSE acreditam piamente nas pesquisas do Datafolha. Eu estou fazendo a minha parte no tocante a isso, buscando impor eleições transparentes, via Forças Armadas.

Jair Bolsonaro, presidente da República

Da Redação

Sabrina Santos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.