Foto: Reprodução

SES/DF: Operação Contêiner é apenas a ponta do iceberg

Por Fred Lima

Um ex-secretário de Saúde, que pediu para não ser identificado, confidenciou a este blog que deixou o cargo por não compactuar com o engenhoso esquema de corrupção que existe nas entranhas da Secretaria de Saúde do DF. Na época, o ex-chefe da pasta detalhou os nomes que fazem parte da horripilante rede criminosa que desvia dinheiro público e prejudica milhões de brasilienses nas filas de hospitais.

Quando perguntado o porquê de não ter denunciado o esquema à Justiça, o ex-secretário foi enfático: “Se fizesse isso, com certeza amanheceria no cemitério Campo da Esperança. Trata-se de nomes da política nacional e até de notáveis homens de toga”.

A operação deflagrada nessa terça-feira (9) pelo Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Federal do DF e Territórios (MPDFT) pode se tornar uma Operação Lava Jato, caso as investigações continuem a todo vapor.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.