VALPARAÍSO: Alceu, o alce de Lêda

Por Fred Lima

A eleição para a prefeitura de Valparaíso de Goiás só ocorrerá em outubro do próximo ano, mas a disputa já começou nos bastidores como uma guerra na selva em busca de ocupar a principal cadeira da cidade a partir do dia 01/1/2021.

A ex-prefeita e atual deputada estadual Lêda Borges (PSDB-GO) rompeu com o prefeito Pábio Mossoró, seu correligionário, e pode lançar o vereador Alceu Gomes (DC) a candidato a prefeito, tendo o seu filho, Marco Túlio, como vice.

Assim como os alces, que têm pernas longas e pescoço curto, Alceu quer dar um passo maior que as pernas e não consegue enxergar o jogo político que está à sua frente. Ou seja, se por acaso vencer a eleição, vai se tornar refém do grupo que o elegeu, cuja líder tem a fama de ser centralizadora e controladora.

Vereador pela primeira vez, Alceu chegaria à prefeitura sem a bagagem de Pábio, que estava em seu segundo mandato de vereador antes de ser eleito ao Executivo, tendo sido líder do governo Lêda na Câmara Municipal de Valparaíso.

Vereador Alceu Gomes e a deputada estadual Lêda Borges. Foto: Reprodução

A presidência da CMVG caiu no colo de Alceu graças ao prefeito e sua equipe. Na verdade, por uma questão de experiência política, o primeiro presidente do Legislativo municipal na atual legislatura deveria ter sido o vereador Antônio Ferreira (PP), aliado de primeira hora de Mossoró.

Com a intenção de não ser contrariada posteriormente, Lêda trama para amarrar as mãos e os pés de Alceu, como um alce que fica preso em um galho, lançando seu filho a vice na chapa. Com isso, o vereador teria um substituto maior que ele em caso de vitória, uma espécie de leão na selva.

Pábio não aceitou ser um poste da ex-prefeita. Agora, como seus planos foram frustrados, Lêda quer inovar e pretende lançar o seu alce que, por ter o pescoço curto, não tem visão do matagal sem saída que está entrando, onde ninguém poderá salvá-lo da enrascada que vai se meter.

Além disso, o Rei Leão, sedento por poder, com as bençãos da mãe leoa, na primeira oportunidade lideraria a alcatéia contra o pobre alce que um dia sonhou ser imperador. Seria a forma perfeita para Lêda comandar a prefeitura sem abdicar de seu mandato de deputada. Parece até premonição de filme da Disney.

Eis o plano maquiavélico que o vereador Alceu Gomes ainda não conseguiu enxergar.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.