DF: Mais recursos para a saúde, educação e segurança

Por Fred Lima

A Câmara Legislativa do DF aprovou ontem (10) a Proposta de Emenda à Lei Orgânica do DF nº 21/2019, que autoriza o Executivo a usar recursos não utilizados pela Fundação de Amparo à Pesquisa (FAP-DF). O texto passou por dois turnos de votação.

Na prática, significa mais investimento em áreas emergências, fora a desvinculação orçamentária para melhorar o planejamento do estado. “Além da alocação de recursos nas prioridades da população, como saúde, segurança, educação e obras”, afirma André Clemente, secretário de Economia do DF.

Da Redação/Com informações da Agência Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.