A pedido de Júlia Lucy, Refis pode voltar para apreciação da CLDF nesta terça-feira (30)

Por Toni Duarte

O projeto que institui o Programa de Regularização Fiscal (Refis) pode retornar para apreciação da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) nesta terça-feira (30).

A deputada distrital Júlia Lucy protocolou um requerimento para retificar o resultado da votação realizada na semana passada.

Com maioria simples de 12 votos favoráveis, o texto foi considerado rejeitado a despeito de outras aprovações de mesmo teor.

“Fizemos um estudo mais aprofundado e percebemos que Refis não é matéria de lei complementar, mas de lei ordinária. Sendo assim, não precisa de maioria absoluta para ser julgado”, observa a deputada distrital Júlia Lucy.

No requerimento encaminhado à mesa diretora, ela aponta “lapso formal” do texto, votado como Projeto de Lei Complementar nº 40/2020 ainda que não conste como exigência da Lei Orgânica do DF.

A matéria enquadra-se como lei ordinária, com votação por maioria simples, como foram os outros Programas de Recuperação de Débitos Fiscais anteriores,” defende.

O requerimento tem o objetivo de ajustar o processo para que a Câmara possa votar o Refis em 2º Turno nesta terça-feira (30), antes do encerramento do semestre, uma vez que o programa é fundamental para manter o equilíbrio fiscal do governo diante à pandemia, ajudando o setor produtivo e pessoas físicas na quitação de seus débitos.

Fonte: Radar DF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.