VALPARAÍSO: o retorno da gestão reprovada nas urnas ou Pábio outra vez?

Por Fred Lima

O apoio do governador Ronaldo Caiado (DEM-GO) à reeleição do prefeito de Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró (MDB), mostra que o embate partidário deve ser esvaziado quando envolve o retorno de antigas oligarquias que não fazem bem à política local, como a pré-candidatura da ex-prefeita Lêda Borges (PSDB) à prefeitura.

Lêda governou Valparaíso de 2009 a 2013, não conseguindo se reeleger. Mesmo após quase oito anos, a tucana responde inquérito de corrupção que apura atos ilícitos da época em que foi prefeita, o que pode vir até a torná-la inelegível. O retorno da deputada estadual ao cargo mais importante da cidade seria ir na contramão das mudanças que Goiás vem passando desde a última eleição.

Pábio não teve sorte e pegou as duas maiores crises da história de Valparaíso. Com uma dívida estratosférica legada por sua antecessora e os impactos negativos causados pelo Covid-19 na economia local, o prefeito ainda conseguiu tirar leite de pedra ao melhorar os serviços de saúde e segurança pública, por exemplo. Em um segundo mandato teria a chance de executar seu sonhado plano de governo sem tantos empecilhos.

Da Redação

3 thoughts on “VALPARAÍSO: o retorno da gestão reprovada nas urnas ou Pábio outra vez?

  1. Não dar um segundo mandato a Pabio Mossoró seria uma irresponsabilidade muito grande e injustiça com o melhor prefeito que Valparaíso já teve. Mesmo em meio a tamanha crise, a prefeitura não para de fazer obras e serviços em benefício do povo. Não reeleger Pabio Mossoró é não gostar de Valparaíso, é não querer melhorias pra sua família.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.