Foto: Reprodução

CPI DA SAÚDE: o tiro da oposição que saiu pela culatra

Por Fred Lima

Com prisão do então secretário de Saúde do DF, Francisco Araújo, a oposição ao governador Ibaneis Rocha (MDB) entrou em júbilo, especialmente o PSB do ex-governador Rodrigo Rollemberg, e o PT, de Agnelo Queiroz. O problema é que os adversários do Buriti não contavam com a amplitude das investigações, ou seja, o foco não será apenas a atual gestão.

A população precisa saber de escândalos que foram abafados em outros governos, como o caso Marcelo Nóbrega, em 2016, e as denúncias de fraudes da era Agnelo. Caso contrário, a CPI pode se tornar seletiva e partidária, com o intuito de gerar desgaste ao Executivo.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.