Foto: AFP

Para o atual cenário brasileiro, Trump é melhor que Biden

Por Fred Lima

Em cada época, o Brasil foi governado por um presidente que acabava tendo algum alinhamento com o presidente dos Estados Unidos. Fernando Collor tinha boa relação com George Bush, tanto que o presidente americano fez questão de comparecer na Eco-92 para prestigiar o brasileiro.

Itamar Franco e Fernando Henrique eram bastante próximos de Bill Clinton, especialmente o tucano. FHC sempre foi amigo do casal Clinton, algo que dura até os dias atuais. Lula tinha ótima relação com George W. Bush. Dilma Rousseff se relacionava bem com Barack Obama. Michel Temer foi elogiado por Donald Trump por causa das reformas.

Jair Bolsonaro e Trump são aliados de primeira hora. Às vezes, o chefe do Planalto acaba exagerando nos elogios pomposos que faz ao presidente norte-americano, mas a reciprocidade e a sintonia entre ambos são evidentes, favorecendo os acordos bilaterais entre os dois países.

O candidato democrata Joe Biden já levantou a hipótese de intervir na Floresta Amazônica, caso o Brasil deixe de ser um guardião responsável. A fala de Biden pode ser interpretada por alguns como zelo pelo meio ambiente, porém, por trás de tal discurso existe um ataque velado à soberania brasileira quanto à Amazônia.

Com Biden na Casa Branca, o Brasil de Bolsonaro pode sofrer um revés na política externa e caminhar em descompasso com Washington, prejudicando as relações comerciais entre as duas nações amigas.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.