Foto: Kevin Lamarque/Reuters

A lição Biden

Por Fred Lima

A eleição de Joe Biden nos Estados Unidos da América reflete o temperamento do eleitor. Como diz o famoso ditado, política é fotografia do momento, uma hora está chovendo, enquanto na outra o céu é de brigadeiro.

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vai ter que alterar sua política ambiental, caso não queria ser isolado pela comunidade internacional. O trumpismo está em baixa e o chefe do Executivo é o seu aluno exemplar.

O politicamente incorreto dá lugar agora ao procoloco cerimonial. Donald Trump se vai sem conseguir fazer um governo que agradasse a maioria dos americanos.

Se quiser ser reeleito em 2022, Bolsonaro precisa melhorar a sua forma de se comunicar com o Brasil e o mundo, abandonando o discurso radical da era Trump, se aproximando de outras camadas da população e de países que até então eram vistos com olhos tortos pelo Itamaraty.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.