Foto: Reprodução/ Palácio do Planalto

Mourão diz que presidente da Petrobras ‘aguenta pressão’ e critica possibilidade de intervenção nos preços dos combustíveis

Por Sabrina Santos

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou nesta segunda-feira (14) que o presidente da Petrobras, o general Joaquim e Luna, é “resiliente” e “aguenta a pressão“ em relação as críticas sobre os preços dos combustíveis. A declaração foi feita a jornalistas na chegada do Palácio do Planalto.

Mourão ainda criticou a possibilidade de intervenção nos preços dos combustíveis. O governo estuda a criação de um subsídio para conter a disparada dos produtos, caso a guerra entre a Rússia e Ucrânia perdure e continue a pressionar a cotação do petróleo no mercado internacional.

Intervenção no preço é algo que a gente sabe como começa e o término sempre vai ser uma bagunça. O governo está buscando soluções junto com o Congresso, mudança do cálculo do ICMS, questão de fundo para estabilização, a redução do PIS/Cofins a zero. Então, são soluções que estão sendo buscadas em um momento difícil do mundo que, uma vez solucionada a situação do conflito vivido entre a Rússia e a Ucrânia, a tendência é que o preço volte aos níveis anteriores.

Hamilton Mourão, vice-presidente da República

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.