Foto: Reprodução

Bolsonaro ataca Barroso e defende ‘suspensão’ de eleições caso ocorra ‘algo anormal’

Por Sabrina Santos

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sugeriu nesta quarta-feira (27), durante o evento “Liberdade de Expressão” no Palácio do Planalto, uma possível suspensão das eleições de 2022 se tiver “algo anormal”. Segundo o chefe do Executivo, a suspensão se estenderia a todos os cargos eletivos, incluindo governos estaduais e para a Câmara, Senado e deputados estaduais.

Além disso, o mandatário falou se dirigindo ao ex-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luis Roberto Barroso, que deveria ter tido eleições de 2020 sem a conclusão daquele inquérito em trânsito no Supremo para atestar a segurança das urnas. Além disso, Bolsonaro acusou Barroso de mentir ao afirmar que o inquérito era sigiloso. 

Não pensam que uma possível suspensão de uma eleição seria só para presidente, isso seria para o Senado, para a Câmara, se tiver algo de anormal. (…)Se dirigindo ao Barroso, com currículo invejável, não deveria ter tido eleições de 2020 sem a conclusão daquele inquérito que deveria ser sigiloso. Mente o ministro barroso quando diz que era sigiloso.

Jair Bolsonaro, presidente da República

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.