NAS ENTRELINHAS: Jornalista de Época transforma Bolsonaro na quarta pessoa da divindade

Por Fred Lima

Para os cristãos, onipotência, onisciência e onipresença são atributos da Santíssima Trindade. Já para o blogueiro da revista Época, Guilherme Amado, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) é uma espécie de quarta pessoa da divindade, pois estaria no plenário da Câmara dos Deputados, no dia 14/3/2018 e, ao mesmo tempo, em sua residência no Rio de Janeiro. “O porteiro que escreveu “casa 58” no caderno da portaria do Condomínio Vivendas da Barra, onde Jair Bolsonaro e o acusado de matar Marielle Ronnie Lessa têm casa, não era nenhum novato no emprego”, diz o articulista em sua coluna.

Continua o colunista: “Falando nisso, uma pergunta central ainda precisa ser respondida: com que objetivo um porteiro que trabalha há 13 anos no mesmo lugar iria comprar uma briga com o presidente da República e ou com um notório matador, Ronnie Lessa?”, concluiu.

Os jornalistas ligados à esquerda acusam os fãs de Bolsonaro de endeusá-lo. Todavia, o endeusamento acontece é por parte deles, que acreditam na tese de que o “seu Jair” estivesse em Brasília e no Rio, simultaneamente.  

Só falta dizerem agora que não era Bolsonaro que estava no plenário, mas um sósia.

Está ficando feio.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.