VALPARAÍSO: Gestor de crises, Pábio sonha com ventos mais favoráveis em um segundo mandato; assista

Por Fred Lima

Nunca na história de Valparaíso de Goiás um prefeito pegou tantas crises quanto Pábio Mossoró (MDB). Quando assumiu a prefeitura em janeiro de 2017, sua equipe econômica detectou um rombo de aproximadamente R$ 50 milhões legados pela gestão petista. Na ocasião, o gestor municipal teve que mover mundos e fundos para obter investimentos para a cidade por meio de emendas parlamentares e recursos destinados pelo governo do estado.

Passados três anos, Pábio acreditava que faria um último ano de mandato com as águas mais calmas, onde teria a oportunidade de se dedicar à realização de novas obras para a comunidade. Entretanto, não contava com a maior crise de saúde pública e econômica da história do país, que impactou o município de forma negativa. Mais uma vez, o prefeito assumiu o papel de gestor de crises e vem enfrentando os efeitos colaterais da pandemia.

Em entrevista concedida à Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno (ABBP), Mossoró fala sobre a dívida estratosférica que herdou da administração anterior, a crise do coronavírus, os projetos implementados na atual gestão e o que pretende fazer, caso seja reeleito. Assista:  

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.