Foto: Reprodução/Cidadania-DF

Ping Pong com a deputada federal Paula Belmonte

Por Amanda Escorsin

A deputada federal Paula Belmonte (Cidadania/DF) tem trajetória como administradora, empresária e apoia o empreendedorismo. Em 2018, se candidatou pela primeira vez e recebeu 46.069 votos. A parlamentar é coordenadora da Comissão Externa de Políticas para a Primeira Infância, sua principal bandeira.

Em conversa com o Lupa Política, Belmonte relata sobre sua coordenação em atividades parlamentares e afirma que o país será mais desenvolvido quando o investimento na primeira infância se tornar prioridade, além de sua atuação na CPI do BNDES. Confira:

1- Qual a proposição mais importante apresentada desde o início de seu mandato?


O projeto aprovado mais importante é o que criou a Lei do Biênio da Primeira Infância. Defender as crianças é minha principal bandeira e, justamente por isso, ingressei na política. O projeto instituiu o período de 2020 a 2021 como o “Biênio da Primeira Infância do Brasil”. A lei prevê a realização de atividades para informar a sociedade e os governos da importância de promover o desenvolvimento infantil nos primeiros anos de vida. O Brasil só será uma nação desenvolvida quando as crianças forem prioridade. Elas são o nosso futuro, o nosso investimento certeiro. O Biênio foi aprovado logo em meu primeiro ano de mandato. Em 2019, eu fui a única deputada da bancada do Distrito Federal a ter um projeto de lei aprovado. E em 2020, em coautoria com outros deputados, consegui aprovar quatro projetos, mesmo com a Câmara dos Deputados em funcionamento remoto por conta da pandemia. Também tive a honra de articular a aprovação do projeto de lei que prorroga a licença maternidade para mães de bebês prematuros. Assim, o período de afastamento do trabalho só começa a contar após a alta médica. Além destas proposições, vale ressaltar que como criadora e coordenadora da Comissão Externa de Políticas para a Primeira Infância, enviei a todos os candidatos à presidência da Câmara dos Deputados uma carta aberta que pede compromisso com políticas destinadas à Primeira Infância. O novo presidente da Casa, independente de quem seja, deve priorizar as crianças de zero a seis anos. Só com esse compromisso vamos garantir o avanço de políticas públicas para aqueles que são o futuro do nosso país.

2- A senhora ganhou relevância nacional por conta da CPI do BNDES. Como vice-presidente da comissão, qual foi o maior desafio que enfrentou?


Além das crianças, a fiscalização dos recursos públicos e o combate à corrupção são pilares do meu mandato. Foi um trabalho de muita dedicação e o meu maior desafio na comissão foi reunir informações qualificadas e confiáveis sobre o sofisticado esquema de corrupção que envolveu o BNDES, o grupo JBS, irmãos Batista e diversos integrantes do primeiro escalão das gestões anteriores. Na minha atuação na CPI, trabalhei para que os ex-presidentes Lula e Dilma Roussef fossem indiciados, o que não se concretizou na etapa final da comissão. Apesar disso, foi uma prestação de serviço importante à sociedade com indiciamento de 52 pessoas. Os resultados finais foram entregues ao procurador-Geral da República, Augusto Aras, e a representantes de diversos órgãos de controle.

3- Pretende buscar a reeleição ou disputar outro cargo em 2022?


Meu objetivo é fazer um mandato que atenda verdadeiramente a população do Distrito Federal. Em 2019, fui eleita a melhor parlamentar do DF e uma das 20 melhores do Brasil pelo Ranking dos Políticos. Em 2020, entrei para o ranking dos parlamentares mais produtivos sem utilizar dinheiro público, sem gastar cota parlamentar. Abri mão de todos os privilégios, como auxílio-moradia, aposentadoria especial, plano de saúde e apartamento funcional. Estou focada em fazer um bom trabalho.

*Até o fechamento desta coluna, a assessoria de imprensa informou que a deputada vem articulando com lideranças e grupos políticos para o pleito de 2022, mas até o momento não definiu qual cargo irá disputar.

Da Redação

LEIA TAMBÉM:

Paulo Guedes afirma que  Brasil crescerá entre 3% e 4% nos próximos anos

Ibaneis entrega primeiro prédio da Universidade do Distrito Federal no Lago Norte 

Bolsonaro: ‘Inquérito de fake news sério investigaria Datafolha’

GOIÁS: Caiado anuncia redução do ICMS sobre combustíveis, energia e comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.