Agnelo Queiroz: a Dilma dos candangos

Foto: Reprodução

Por Fred Lima

A ex-presidente Dilma Rousseff passou para a história como a chefe de Estado que quebrou o país de uma forma nunca vista antes. Nem mesmo Fernando Collor entregou o Brasil na situação política e econômica que o PT legou a Michel Temer.

No DF, outro poste de Lula escreveu seu nome nos livros de história. Enquanto governou a capital, Agnelo Queiroz deixou um rastro de destruição financeira, de 2011 a 2015. O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) transformou o ex-governador em réu por autorizar gastos sem previsão orçamentária, ou seja, pedalada fiscal, como ocorreu no plano nacional na era Dilma.

Brasília colhe até hoje o mal causado pelo comunista transformado em petista para disputar a eleição 2010, que chefiou o Ministério dos Esportes no auge das licitações das reformas e construções dos estádios, bem como foi responsável pelas obras do elefante branco chamado Mané Garrincha.

Não deixou saudades.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.